Frase do Dia

❤❤ Como fica forte uma pessoa quando está segura de ser amada! ❤❤


Sigmund Freud

Clique nas imagens para conhecer os livros ou mais abaixo para saber como adquirí-los.

Livros

Como Adquirir os Livros

Busca no Site


O Natal
Por Cleide Redondo   
17 de Dezembro de 2012

O Natal, a cada dia que passa, vai se tornando mais uma ferramenta de marketing para aquecer o mercado consumidor. Há muitos anúncios, muitas luzes e enfeites. Com isso, vai se perdendo o foco na celebração do nascimento de Jesus Cristo.

Nesse período há muitas pessoas que estão solitárias, seja porque sofreram perdas, ou então porque estão ressentidas com seus familiares ou alguma outra razão. Há um aumento no consumo de bebidas alcoólicas, nos acidentes rodoviários e até mesmo nos casos de depressão.

Precisamos reconhecer que a festa de Natal não é a culpada pelos problemas que nos acontecem, sejam familiares, emocionais, financeiros, etc. O Natal não soluciona e tampouco provoca algo que antes não existia. O lugar para se resolver os problemas de todas as ordens é o nosso dia a dia.

O que acontece na época de Natal é que os problemas já existentes aparecem no convívio com as pessoas com as quais temos dificuldade no relacionamento durante todo o ano.

Mas, por outro lado, para muitos a chegada do Natal e do Ano Novo ainda representa um tempo de reflexão, de perdão e de recomeço. É uma época de reencontros, de alegria, de compartilhar e de convívio com seus queridos.

No Natal, as crianças são o centro das atenções e isso faz com que elas se sintam especiais. Esse clima de alegria, de festa e de importância nutre-os emocionalmente. Afinal, eles são lembrados através dos presentes que recebem de seus queridos e isso vai reafirmando seus laços afetivos, laços que são muito valiosos.

Muitos podem dizer que não têm condições de presentear e comemorar com os filhos essa data, porém podem viver esse tempo juntos, dando amor e sendo solidários uns para com os outros.

O estar junto ao redor de uma mesa tem uma função especial para as crianças, pois as faz entender que são parte de um núcleo familiar e, mesmo na falta de um dos pais, as crianças sentem a proteção de outros parentes ao ver a família reunida e isso as ajuda a combater o medo do abandono, que todos temos um pouco dentro de nós. Isso traz um efeito benéfico para as crianças, pois as ajuda a ter também um sentido de pertencimento.

Outro benefício importante que podemos transmitir nessa época é a de que o Natal é uma data para dar e receber. Podemos, juntamente com elas, dar um pouquinho de nosso tempo e amor visitando um asilo, um orfanato, presenteando crianças menos favorecidas, etc. Assim as crianças vão aprendendo a importância de levar ao outro um pouco de “calor humano”, consideração, aceitação e afeto, sentimentos que andam esquecidos ultimamente. Com isso vamos despertando sua sensibilidade social.

Só assim a comemoração do Natal terá outro impacto nas crianças e na forma que viverão os trezentos e sessenta e cinco dias do ano, que não seja o meramente receber presentes.

E não deixemos de aprender com elas também, pois são alegres, perdoadoras, desprendidas, espontâneas e não guardam mágoas e ressentimentos.

Tenham juntamente com suas famílias um Feliz Natal!

“Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.”
(Isaías 9:6)

 
« InícioAnterior123456PróximoFim »

Página 1 de 6


Template "newbutterflyfree" designed by Hilliger Media (© 2010)